CONTADOR DE VISITA

sábado, 27 de fevereiro de 2010

CUIDADOS COM PSICOPATAS E MANÍACOS NA INTERNET, ORKUT BLOGS, MSN, SITES DE RELACIONAMENTO, SKYPE, ETC..

CUIDADOS COM PSICOPATAS E MANÍACOS NA INTERNET, ORKUT BLOGS, MSN, SITES DE RELACIONAMENTO, SKYPE, ETC..




Vou falar aqui sobre indivíduos que são, comumente, vistos como lobos com pele de cordeiros. São indivíduos que tendo um mau caráter, sabem encobrir isso muito bem. É possível encontrá-los em qualquer lugar, por mais selecionado que seja. Tanto podem ser homens como mulheres, jovens ou maduros. As características básicas são o desejo de usar os outros para atingir seus objetivos e o fato de não se sentirem culpados por agir dessa maneira. Eles aparecem e desaparecem sem dar explicações, e não se preocupam com a reação de decepção e tristeza que podem provocar em parceiros ou amigos com esse tipo de comportamento. Na verdade, são raros e tênues os vínculos afetivos que chegam a estabelecer.



Através de sites de relacionamentos como Orkut e ParPerfeito, é possível se topar com um tipo desses. Repetindo: eles estão em todos os lugares. Quem sabe, lendo a respeito, fique mais fácil reconhecê-los? Venho fazendo seguidamente, explanações sobre os riscos de contato com pessoas que possuem esse perfil. Raramente, chegam a um consultório para tratar-se, uma vez que seu modo de agir não lhes provoca mal-estar ou ansiedade.



Nem todos os sites de relacionamento alertam os usuários, dando dicas de como proceder num primeiro encontro e em outras situações, e tem, ademais, uma psicóloga para prestar-lhes um serviço de esclarecimento e orientação, está demonstrando seu cuidado.



Por não apresentarem os sintomas que caracterizam doentes mentais graves, como alucinações, delírios etc., os psicopatas respondem perante a lei pelos crimes cometidos, e recebem penas semelhantes às de um infrator comum. Da mesma forma, seu comportamento pode ser semelhante ao de um cidadão comum. Por isso, é necessário que se esteja atento a certos indícios que podem revelar essa disfunção de caráter. Tentarei, aqui, descrever seu modo de se apresentar.



Dificilmente, as pessoas que sabem quem são esses indivíduos fazem comentários a respeito deles, por temerem retaliações; não ignoram que por debaixo da capa de cordeiro se escondem seres humanos perigosos dos quais é preferível manter distância. No trabalho, mostram-se prestativos e sedutores, visando conquistar a simpatia de todos e ocultar sua patologia. Quando, por algum delito, chegam a ser encarcerados, sabem liderar seus companheiros e sofrem poucos danos. Em presídios manicomiais, costumam destacar-se por bom comportamento, ajudando médicos, psicólogos, enfermeiros e doentes. Sua meta é: 1) ser visto como tendo um bom coração; 2) ter prerrogativas que outros não têm; 3) verem encurtada sua pena.



Vale a pena desconfiar de homens ou mulheres particularmente envolventes, que captam detalhes da realidade que passariam desapercebidos à maioria das pessoas. Eles costumam perceber, com grande facilidade, os pontos fracos daqueles que estão em sua mira; têm um faro especial para descobrir o que agrada aos que lhes interessam assim como o que fazer para se tornarem, eles mesmos, agradáveis. Os psicopatas costumam fazer amizade e tornar-se íntimos com extrema facilidade; sabem pinçar as pessoas que irão ajudá-los a penetrar em lugares que lhes pareçam importantes e que eles não teriam condições de freqüentar por seus próprios meios. Buscam, também, obter informações privilegiadas para atingir seus objetivos ou mostrar às demais pessoas o seu prestígio.



Outra vantagem de se tornarem íntimos de indivíduos socialmente valorizados é a perspectiva de ter como chantagear os que sabem demais a seu respeito. Não têm nenhuma dificuldade em se adaptar a situações novas e mentem de forma convincente. Na relação com as mulheres que se propõem a explorar, aparecem, em geral, como totalmente disponíveis, o que as encanta. Convencem-nas a mudar-se para a casa delas com naturalidade, e parecem manter com elas um estreito vínculo afetivo. Isso não impede que, de acordo com suas necessidades ou caprichos, inventem, subitamente, situações de atrito, fazendo-se de vítimas, com o intuito de justificar uma alteração de comportamento e retirar-se, tranqüilamente, indo se alojar, por exemplo, na casa de outra mulher, cuja aproximação lhes pareça mais promissora. Ao irem embora, podem levar consigo algum objeto, por menor que seja o seu valor, para mostrar a si mesmos e às suas vítimas seu poder e o desprezo que sentem por elas.



Os psicopatas dobram-se perante a lei quando esta chega a representar perigo à sua integridade física ou à sua liberdade. Precisam sentir-se ameaçados e respeitam quem tem poder para contê-los ou para oferecer-lhes o que desejam. Quando as coisas não dão certas, eles são capazes de deprimir e procurar ajuda. Tais crises duram, porém, pouco tempo e o que acontece é a abrupta interrupção do tratamento. Se não forem acossados, podem optar por alimentar nos outros a impressão de que são vítimas inocentes de má sorte ou de injustiças sociais, e preservam sua face de "cordeiro".



Há homens que não chegam a fazer ameaças violentas e agressivas mas manipulam suas presas de forma perigosa. Nos dias atuais, mulheres bem posicionadas profissionalmente, narcisistas e onipotentes (que se crêem capazes de tudo conseguir), podem ser incapazes, por "arrogância", de reconhecerem que estão sendo usadas. Deixam-se enredar por homens que lhes tiram não só dinheiro, mas que recebem presentes e favores: camisas caras, sapatos importados, perfumes, viagens românticas a locais sofisticados, carros, programas em restaurantes ou lugares dispendiosos que não teriam como freqüentar. Muitos fazem tentativas de estabelecer negócios em que a mulher é convidada a entrar com o capital. Normalmente, não levam adiante seus projetos, causando grandes prejuízos a quem confia neles e os financia.



Um dos cuidados desses homens é tentar afastar suas parceiras de amigos inteligentes e experientes. Comumente, são contra a idéia de que elas façam uma terapia por temerem que sejam esclarecidas a respeito da relação que estão mantendo com eles. Sabem que há o risco de uma terapia ajudá-las a sair de uma posição de negação da realidade e reconhecerem o que está praticamente claro e evidente, mas que elas, inconscientemente, não querem perceber. A terapia teria como efeito levar a "vítima" a escapar ao controle deles. Muitas das mulheres que se relacionam com esses tipos estão sujeitas a entrar, mais cedo ou mais tarde, crises depressivas causadas por sentimentos de impotência e vergonha. Muitas vezes, é o medo da solidão que sustenta esses relacionamentos.



Soube de homens que ficaram muito irritados quando descobriram que a mulher estava fazendo terapia. O motivo é que ela estava gastando o dinheiro dela consigo mesma, o que era considerado por eles como um desperdício. Na cabeça deles, dinheiro bem empregado é o que é gasto com eles... Esses mesmos homens costumam alimentar vários casos paralelos com mulheres em geral sem posses, que não lhes despertam inveja. Fazendo isso, tripudiam, mesmo que de forma oculta, sobre aquelas que exploram e invejam.



Sem dúvida, há mulheres jovens e maduras também psicopatas. Representam, igualmente, perigo a homens pouco experientes ou incapazes, por um problema de "negação", de perceber que entre eles e o objeto cobiçado existe uma autoconfiança patológica da parte deles, que os cega e que os fará derrapar e levarem um tombo cujas conseqüências podem ser graves. Homens também se apaixonam e são vítimas de mulheres sem caráter, que usam a beleza e o sex-appeal para enredá-los.



Você dirá que é difícil discernir um/a psicopata de uma pessoa equilibrada que apresente algumas das características aqui mencionadas. Sim, não é fácil, sobretudo se você for onipotente, arrogante e desatento. Bem, meu conselho é: atenção e prudência. Dei aqui várias pistas que devem ser observadas. A regra é: precaver-se. E uma das regras básicas de proteção pessoal é não hospedar em casa nem no coração, pessoas desconhecidas. Para isso, é preciso que se saiba diferenciar uma pessoa conhecida de uma desconhecida. Aquele que é incapaz de estabelecer essa diferença dá provas de não estar preparado para lidar com a realidade de forma adequada, expondo-se a sérios riscos. A pessoa dita de "boa-fé", "ingênua", é, na verdade, indiscriminada, e pode ser considerada mais prejudicada quanto à sua saúde mental do que uma outra com traços paranóides (que vê perigo em tudo), posto que o mundo está visivelmente violento e ameaçador.



O desinteresse pelo que acontece em torno de si, a aversão em ver programas em que são exibidos fatos violentos do cotidiano, e a recusa a ler notícias que trazem fatos desagradáveis do dia-a-dia indicam também um tipo de patologia em que a negação da realidade (gênero avestruz) coloca os cidadãos mais expostos a situações de risco. Isso acontece quando a pessoa se toma como invulnerável, sentindo-se destacada do mundo em que vive, como se a vida fosse um filme ao qual ela assiste tão protegida como um espectador. Espero que aproveite esta leitura e que reflita sobre sua boa-fé, sobre a presença ou não de onipotência (confiança exagerada em si mesmo) em você. Uma visão superficial dos fatos nos deixa sempre mais expostos aos perigos que sempre existem quando se vive em sociedade.



Relatos



Por estes dias encontrei, por culpa minha, uma psicopata na internet. Nenhuma novidade, esse "lugar" está cheio de malucos. Pessoas sem rosto que acham que vale tudo, já que não estarão cara a cara. Já não falo apenas da boa educação, quanto a isso já perdi a esperança há muito tempo, o brasileiro não tem solução. Ponto final. Berço ou se tem ou não (trata-se, afinal, de um berço metafísico... Puro mistério.) Infelizmente essa é a lógica da coisa. O fato é que muitos até têm dinheiro, mas não têm berço. Daí que freqüentam a internet, bons restaurantes etc., mas não sabem se comportar, interagir, dialogar. O que mais me "fascina" é a agressividade. Uma certa idéia de que se o outro dá uma estilingada a reação deve ser com escopeta, para deixar bem claro, assim, quem é o mais forte. Pessoas sarcásticas que, em feudos empobrecidos, procuram agarrar-se ao pouco que lhes resta, diminuindo o outro para se fortalecer.

Triste sina...

Psicopatas são 10% da população e na internet estamos irremediavelmente expostos a eles. Por isso não dou jamais o meu nome, o risco que se corre é imenso, melhor apostar no anonimato. Um meio como a internet presta-se a todo o tipo de mal-entendido e também a crimes, perseguições e belezinhas no gênero. É fácil mentir, caluniar, injuriar, pois o contato pode nunca ser feito.

Conheci algumas pessoas pela internet, algumas maravilhosas, mas a maioria não "batia bem". . Mas toda vez que me deparo com alguém muito intransigente - como petralhas -, muito agressivo ou sem consideração, fico pensando se a decadência de nossa civilização já não seria irremediável. Compaixão, delicadeza e polidez são palavras esquecidas relegadas a um passado em que o outro ainda significava algo.

Mas o que mais me constrange são aquelas pessoas que já vêm logo brandindo títulos: sou isso, sou aquilo etc. E a gente acaba ficando assustado: uau, se fulano é professor é fácil entender a situação da educação no país! Se não consegue se comunicar, como pode ensinar? Mas - é pule de dez! - este tipo de pessoa, que fica brandindo currículos, costuma ser o mais estúpido, burro mesmo. Estilo Sader, sabe como é? No Brasil de hoje, essa é uma estatística confiável...

Em geral, um defeito é comum a estes psiconautas: projetam nos outros tudo o que eles são. Aí, você já sabe, não adianta conversar, tudo o que essa gente sabe fazer é não compreender. A não compreensão é seu único título, sua única missão sobre a Terra. Negar é preciso!

Cuidado com os psicopatas da WEB. Sempre estão disfarçados de cordeiro, mas estão lá, prontos para atacar os distraídos.

Não mexa com eles, não cometa erros, nunca se sabe quando podem atacar.



Psicopata, Personalidade Psicopática, Sociopata, essas e outras denominações já se popularizaram diante de crimes que tiveram notoriedade nos últimos tempos.



Alguns autores diferenciam personalidade psicopática de sociopata, considerando a personalidade psicopática (psicopata) mais perigoso devido a sua capacidade de esconder a sua índole criminosa, enquanto que o sociopata desafia as normas da sociedade abertamente.

Aparentemente um homem normal, Josef Fritzl, o austríaco que aprisionou a filha é o fiel retrato de um psicopata.

Mentiu, enganou, manipulou as pessoas para manter a sua filha em cárcere privado durante anos.



Fria e calculista, Suzane Louise Richthofen, matou os pais e foi para o motel, bonita, alegre e rica.



Podemos perceber alguns traços comuns nos dois casos:

Não ficam nervosos facilmente.

Não sentem vergonha nem culpa.

Agem em benefício próprio.

Não estabelecem laços afetivos ou quando fazem é por interesse. Sentem-se o centro do universo.

Mentem, enganam e manipulam as pessoas com recursos enganosos.



Essas pessoas tem habilidades para cativar os outros através de conversas com assuntos interessantes, vestindo uma máscara de simpatia. Diferente da esquizofrenia, em que ocorre alucinações e delírios, essas pessoas podem ter outros distúrbios associados como transtorno neurológico ou mental, sendo difícil distinguir entre transtorno de personalidade psicopática/sociopatia e abuso de substâncias.

Um estímulo que poderia provocar medo em qualquer pessoa, não provoca a mesma reação em um psicopata, isso explica a sua insensibilidade. Aumento de freqüência cardíaca e respiratória, suor nas mãos, são reações de indivíduos normais sob estresse, no entanto, os psicopatas não apresentam as mesmas reações, sendo essa a causa de não serem detectados pelos detectores de mentiras. As emoções e sentimentos de outras pessoas não têm importância para ele já que ele também não é capaz de sentir essas emoções.



Há uma grande confusão entre psicose e personalidade psicopática. No transtorno psicótico, o indivíduo age sob alucinações e delírios perdendo o senso de realidade. Já a personalidade psicopática sabe que a gravidade de suas ações não é aceita pela sociedade.



Com tantas informações que a população tem acesso hoje, resta ficarmos mais atentos diante do caos que um ser humano pode chegar.



Infelizmente o terror que dissemina vírus vai continuar agindo impunemente na Internet. Tal como na vida real, na virtual parece que continuaremos à mercê dessa violência, dessas mentes criminosas. Deus nos proteja quando os anti vírus não bastarem.





De acordo com o Código Penal Brasileiro, “incitar, publicamente, a prática de crime” (artigo 286) e “fazer, publicamente, apologia de fato criminoso ou de autor de crime” (artigo 287) pode levar a pessoa à pena de detenção de três a seis meses ou de multa.

8 comentários:

Anônimo disse...

Um cara fez contato comigo, através de uma rede social, com propostas tentadoras e de encher os olhos de qualquer inocente, se recusa a mostrar mais fotos,até criei um "fake" pra adicioná-lo no msn e vê-lo na cam, mas ele diz não fazer uso de MSN. As fotos contidas no perfil são diferentes, e ele alega ser cada uma em uma época diferente de sua vida, mas qualquer ser pensante sabe que é humanamente impossível uma pessoa de 43 anos possuir fotos de quando era jovem em altíssima resolução. Quero saber como devo proceder, para denunciá-lo??

ANJOCTBA disse...

GRAVE TUDO O QEU CONSEGUIR DE CONVERSA PEGUE O MSN PRFIL DE ORKUT EMAIL TELEFONES ENFIM O MXIO DE COISAS QEU CONSEGUIR E ENVA A POLICIA TM EMAIL OU FALE CONOSCOEM SITE DA INTERNET TAMBEM PROCURE A SAFERNET.

Tanaka disse...

um cara que eu tc no msn,diz que mora no mesmo estado que eu moro.Diz que está apaixonado por mim, aparenta ser muito carinhoso.Ele quer vir me conhecer.Não sei o que fazer.Se confio ou não! Qual a sugestão?

Eduardo Lara disse...

Está para completar um ano. Fui protagonista de uma história triste, sendo vítima de uma pessoa extremamente sádica e doentia.
Um dia, uma pessoa me adicionou no msn. Demorou alguns dias para puxar assunto. Então começamos a conversar. Ela se identificou com o nome de Ana Paula Prado, brasileira nascida em Sorocaba, estudante universitária em Dover, Inglaterra.
Era uma pessoa muito boa de conversa, disse que passou a maior parte de sua vida em um convento. E procurava esconder a história triste de sua vida pela ausência de seus pais. Disse que foi criada pelos avós, e que seus pais praticavam atividades quais ela se envergonhava de contar. Porém, por ser de menor idade, não podia sair da casa dos pais.
Achei a história meio sem fundamento, e acabei por excluir ela do msn. Porém, fiquei ressentido e adicionei novamente. Pois fiquei com pena.
Então ela contou que o pai dela tinha envolvimentos com a máfia. E contou um monte de histórias. Até então só teclavamos.
Minha esposa acabou descobrindo nossas conversas pela internet, que por infelicidade já estava passando da linha da amizade e tomando rumos de um envolvimento afetivo.
Começou um verdadeiro inferno em minha vida. Esta mulher manipulou minha vida, me fazendo sentir-se culpado do sofrimento causado pelos pais. Tendando me impedir de afastar-se dela. Fez de tudo para que todos a minha volta ficassem sabendo sobre nós. Me deixou totalmente sem saída, me fez perder todo o prestígio e o respeito que eu tinha com minha família, no meio profissional, no meio social. Deixando a única saída, esperar ela fugir para ficarmos juntos.
As conversas então passaram do virtual para o telefone. E ela ficava mais ou menos 10 horas por dia ao telefone falando comigo. Nem dormir a noite eu podia mais.
Acabei me isolando do mundo por conta dela. Pois quando não estava trabalhando, estava fechado no quarto falando ao telefone. Todos diziam que eu havia enlouquecido. Passei a fazer tratamento psicológico e com medicamentos controlados. Pois estava iniciando um quadro de esquizofrenia e síndrome do pânico.
Ela plantou a idéia em minha cabeça de que eu era vigiado 24 horas por dia por membros da organização criminosa. E que se eu denunciasse, quem sofreria as consequências seria minha família.
Assistiu minha vida destruindo dia a dia. Vendo meu casamento acabar, vendo eu perder amigos, etc.
Até que um dia eu coloquei ela contra a parede, que tentasse logo a dita fulga. Então ela arquitetou todo um plano, e me alertou sobre o risco de vida que correria. Me deixando desesperado.
No dia da fulga, ela fez toda uma encenação. E culminou num acidente de carro com vítimas. Pelo msn, ela mesma se fez passar por outra pessoa. Disse que a Ana Paula havia morrido no acidente. Porém as palavras e a forma de escrever a denunciaram.
Então, usando do mesmo artifício. Para fazê-la sentir-se culpada. Eu disse que iria me suicidar. No mesmo momento ela desmentiu a estória da morte. Disse que a dita Ana Paula teria apenas se ferido.
No outro dia de manhã, eu já estava estafado. Não queria mais saber de nada além de tentar reconstruir minha vida. Mas, ela me ligou. Demorei a atender. Porém, com a insistência, eu resolvi atender. Era a Ana Paula, dizendo que estava ferida do acidente, mas estava em casa. Falando como se nada tivesse acontecido.
Coloquei ela novamente contra a parede. E fiz ela me contar quem realmente era.

Uma mulher de 47 anos, casada, mãe de 3 filhos. Um deles inclusive com quase minha idade (34 anos). Que mora em São Carlos do Ivaí-PR. Seu nome verdadeiro: Selma Aparecida Dal Bem Santos.

Uma psicopata fria e extremamente persuasiva. Se um dia alguém adicionar utilizando o msn: ana.18_paula@exemple.com, ou amabyly_perony@hotmail.com tomem cuidado, pois podem estar sendo vítimas da mesma psicopata que eu.

Graças a Deus consegui reconstruir minha vida. Mas as cicatrizes ainda existem. Tenho raiva de mim mesmo de ter sido tão ingênuo.

DEUS ABENÇOE A TODOS VOCÊS.

Anônimo disse...

Encontrei um psicopata com um perfil todo falso no site twoo é semi analfabeto o nome do demente é Cicero ,na realidade jose cicero melo veio de alagoas e não consegue ter um documento como R.G. ; é procurado pela policia civil de alagoas como 'cicinho', ele tenta introduzir no sobrenome o Silva para enganar, psicopata, insistente, obssecado está aí nas redes sociais mora em SP, osasco não dirigi. Encontrei no site TWOO. C.U.I.D.A.D.O.

Anônimo disse...

Eu estou conhecendo um rapaz no face e ele em tao pouco tempo diz estar morrendo de amores por mim ta ate falando q vem me conhecer gente preciso de ajuda sei la ele e maravilhoso no q diz mas nao consigo acreditar em nada q fala ja falei com uma mulher q se diz ser irma dele mas ainda nao acredito ja tentei falar com ela de novo mas o telefone so faz chamar e ela nao atendi mas e ele nunca me deu um telefone dele mesmo e nem nunca me ligou to com um pouco de medo

Anônimo disse...

Namorei um homem chamado Danilo de Goiânia. Psicopata. Durou 5 meses mas foi o suficiente p viver um inferno. Conhecidos meus me apresentaram ele mas acredito q nem eles sabiam q esse cara é doente. Nossa, nao desejo um homem assim nem p minha pior inimiga. Esse homem quase conseguiu tirar minha sanidade.

Agora, acontece q conheci um homen na Internet, tem dois meses q estamos conversando e começamos de certo modo um relacionamento. Ele procura me passar segurança mas como ja passei pela mao de um psicopata estou com medo. Ele é de outro país e eu ja comecei a pagar a passagem. Gostaria de saber como posso aborda-lo com perguntas q me dêem respostas se ele é ou não um psicopata?

Por favor me ajudem?

O Viajante disse...

É, amigo. Nesse instante eu debati com um psicopata no Youtube. São um pnc. São pessoas sem sentimentos mesmo. A verdade é que na Internet tem milhares deles. São covardes que se escondem em perfis falsos e se reúnem em grupinhos na Internet, até mesmo em redes sociais.Sei lá. Esse mundo é esquisito.